Entrevista SALA VIP com Mariana Corte-Real Neves

A oftalmologista Mariana Corte-Real Neves é natural de Niterói (RJ) e está morando em Joinville há apenas quatro meses. Ela veio para acompanhar o noivo Márcio Grave, cirurgião plástico que está atuando na Clínica Azulay & Zanella Dermatologia. Formada pela Universidade Gama Filho (RJ) e com residência pelo Hospital Municipal da Piedade, decidiu ainda criança que seria médica.

Porque escolheu ser médica e quando tomou essa decisão? Decidi ser médica quando era criança, pois tenho um grande exemplo de médica em casa, minha mãe, Rosana, que é pediatra.O grande motivo que me fez decidir pela medicina é o fato da profissão poder ajudar tantas pessoas, principalmente na minha especialidade, a oftalmologia. É maravilhoso quando um paciente está enxergando.

Como foi o inicio de sua carreira profissional até os dias de hoje? Fiz minha graduação médica em 2005, completei os três anos de residência médica e conquistei o título de oftalmologista em 2009. Durante os dois anos seguintes,dediquei-me integralmente a especialidade Retina e Vítreo. Após retornar de Belo Horizonte, onde fiz a especializacão, vinculei –me ao Instituto Benjamin Constant no Rio de Janeiro ,sendo preceptora da residência médica em minha área. Atualmente, atendo meus pacientes no Instituto de Olhos na Rua Lages, em Joinville.

O que mais gosta em sua profissão e quais as maiores dificuldades? A grande dificuldade da profissão “médico” atualmente é a falta de bom senso do governo federal para com toda a classe médica. Mas vamos falar de coisas boas. O que mais gosto na minha profissão e na oftalmologia é proporcionar um aumento extraordinário na qualidade de vida das pessoas que estão com algum problema para enxergar. É muito gratificante perceber a melhora da visão dos meus pacientes.

 Quais seus planos para o futuro? Continuar trabalhando como sempre, ter uma família com filhos, netos, etc…manter-me atualizada tanto na minha profissão quanto na vida pessoal.

 Algum sonho que ainda queira realizar? Vários. Dois exemplos: viagens que ainda não fiz e maternidade.

O que gosta de fazer nas horas livres? Gosto de ler (atualmente estou lendo “A Comédia Humana” de  Honoré Balzac), malhar com meu personal trainer, viajar e descansar.

Qual é a sua filosofia de vida? “A vida é uma peça de teatro que não permite ensaio.Por isso cante, ria, dance e viva intensamente cada momento da sua vida, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.”(Charles Chaplin)