Documentário Revolixonários aborda o aumento da produção de resíduos e seus impactos

Média metragem produzido em Itajaí apresenta as iniciativas inspiradoras

“Revolixonários”, produzido e dirigido pelo paulistano Thiago Eduardo, radicado em Itajaí, apresenta de forma realista e ao mesmo tempo otimista, a relação humana com o lixo que produz e a forma como as pessoas estão engajadas em transformar “o mundo do plástico” em algo sustentável.

WhatsApp Image 2020-06-08 at 10.45.48

O produtor e diretor Thiago

 

Muito além de um documentário, a proposta cria um registro sobre a atual problemática ambiental e como a sociedade brasileira vem lidando com tais dificuldades em busca de soluções viáveis. “Trabalho com audiovisual há mais de 10 anos, atendendo o mercado corporativo, mas sempre tive o desejo de produzir um trabalho do qual eu me orgulhasse. Foi então que veio a ideia de produzir um conteúdo educacional, que impactasse as pessoas de uma forma positiva.

E depois que eu fui pai esse desejo aumentou, então surgiu o projeto “Revolixonários” para tentar conscientizar as pessoas através do peso das palavras e choque das imagens!”, comenta Thiago.

WhatsApp Image 2020-06-08 at 10.45.48-2

O filme fundamenta-se no relato de especialistas, nas áreas de: ciência social, ciência política, ambiental, oceanografia, biologia e medicina, como o navegador Vilfredo Schurmann, Alexandre Turra, do Instituto Oceonográfico da USP, Marcos Sorrentino, docente do Departamento de Ciências Florestais Esalo da USP, João Malavolta, Diretor Executivo do Instituto Ecosurf, entre outros nomes.

O documentário traça paralelos entre problema, causa, efeito e solução, mostrando, de forma coesa e linguagem acessível os caminhos para instigar o espectador a ser um REVOLIXONÁRIO. A construção do documentário expõe a realidade, abrindo espaço para o questionamento e percepção da participação individual do cidadão na questão ambiental, tanto como agente poluente, como também protagonista da solução. Na qualidade de uma obra artística, a proposta vai permitir o acesso a informação e conhecimento, oferecendo aos espectadores uma amplitude sobre o tema através de uma narrativa arrebatadora. “Frear esse sistema é uma guerra, não só em prol da vida marinha, mas é uma lógica que presa a sobrevivência de nós mesmos! Desejo que as pessoas, depois de assistirem ao documentário, parem para pensar, reflitam e tente ajudar nosso planeta”, comenta o diretor.

O média metragem, com 45 minutos de duração, filmado e finalizado em 4K, já está disponível para visualização na internet e distribuído de forma gratuita às instituições de ensino da rede pública de ensino, contribuindo para o livre acesso às fontes da cultura e o pleno exercício dos direitos culturais. Além disso, tem versões em libras e em áudio descrição.

Com patrocínio da Portonave, através da Lei de Incentivo a Cultura, o documentário foi realizado pela Sou Filmes, com direção e coordenação de Thiago Eduardo da Silva, roteiro de Andrea Marranquiel, produção executiva de Leandro Romero e com produção musical de Cristian Moresco.

WhatsApp Image 2020-06-08 at 10.45.49

Reinaldo Dias, Thiago Eduardo, Andrea Marranquiel e Juliana Souza, da produção

FICHA TÉCNICA
Thiago Eduardo da Silva (Diretor e Coordenador do projeto);  Andrea Marranquiel (roteirista); Leandro Romero (Produtor Executivo); Cristian Moresco (Produtor Musical).
Links

em libras e com áudio descrição

Teaser