Quando a maturidade chega

Lembro quando era criança ou adolescente, minha Avó materna dizendo: “Como eu gostaria de na sua idade já ter a cabeça que tenho hoje”. E hoje em dia me pego pensando a mesma coisa: Como eu gostaria também de ter a cabeça que tenho hoje, quando era jovem! Mas infelizmente isso nunca será possível, com ninguém, em nenhum lugar e em qualquer época. E sabe por quê? Porque só teremos maturidade e serenidade suficiente na vida, quando já tivermos passado pelas mais diversas situações, sejam boas ou ruins, na vida familiar, amorosa, com amigos ou no trabalho. É com o passar do tempo que pensaremos melhor antes de agir, de perceber o que realmente importa. E mais, se vale a pena ou não nos incomodarmos com pequenas coisas, que antes dávamos muita importância e que ao longo do tempo percebemos que são insignificantes. E falo por mim, que já fui muito diferente do que sou hoje. Percebo que com a maturidade me tornei uma pessoa melhor em todos os sentidos. E que prestes a completar 49 anos de idade, o que mais quero na vida é ser feliz, então porque me apegar ao que não vale a pena ou que me deixa triste?  Por que querer sempre ter razão? Tento de todas as maneiras ver o lado bom da vida e assim seguir em frente! Obrigada “maturidade”, te amo por isso!