Premiado, artista joinvilense abre exposição na Capital

Mais importante nome da arte contemporânea de Santa Catarina na atualidade, o joinvilense Sérgio Adriano H fechou 2018 bem e começa 2019 melhor ainda.

O recebimento, em dezembro, da medalha Victor Meirelles como personalidade do ano nas artes visuais, concedida pela Academia Catarinense de Letras e Artes (ACLA), foi o arremate de uma temporada gloriosa. Na mesma época, Sérgio foi segundo colocado no Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea 2018, um dos mais reconhecidos da área no Estado, uma conquista que ele e todo o público estão usufruindo desde semana passada.

silencio

Por conta do prêmio recebido da Aliança Francesa, Sérgio abriu no dia 13 de março a exposição “Grito em Silêncio” no Memorial Meyer Filho, em Florianópolis. Coerente com a reflexão social que é a marca de seu trabalho, o artista discute o racismo, a herança escravocrata e os estereótipos arraigados na cultura brasileira. Segundo ele, a exposição de fotos é um pequeno diálogo sobre homens, cor da pele e construção desse domínio invisível onde só existem dois lados: opressores e oprimidos.

E mais, até abril, a arte de Sérgio Adriano H poderá ser vista em outras três mostras: na Coletiva 7ª Arte Londrina (27 de março), na galeria do Sesc Joinville (4 de abril) e no Centro de Arte Oiticica, no Rio de Janeiro (6 de abril).

Para o segundo semestre, ele tem individuais confirmadas em Itajaí e Blumenau.