Revéillon no Taiko

Em 2013 escolhi passar a virada do ano no Taikô, em Jurerê Internacional. Confesso que esperava mais de um réveillon que ficou famoso por ser um dos mais chiques e badalados de Florianópolis.

Dessa vez não teve a presença de alguém famoso, mas não foi isso que tirou o glamour da festa. É que apesar de ter muita gente bonita e bem arrumada, essas mesmas pessoas não se comportam civilizadamente. Talvez pelo valor do ingresso ser um pouco salgado por oferecer open bar e open food, todos chegam desesperados para comer e beber. 
Então imaginem as filas pra conseguir alguma coisa. Sem falar nos banheiros químicos, que em poucos minutos se transformam num horror. Outra coisa que me chocou é ver a que ponto as pessoas chegam, que de tanto beber passam muito mal e ainda na metade da festa.
 Mas para quem ainda pensa em passar o Ano Novo por lá, fica aqui uma dica importante para as mulheres: não usem salto alto, pois a pista de dança é na areia. Por sorte fui avisada por uma amiga com antecedência, e fui com uma confortável rasteirinha.
Mas vamos falar também do lado bom da festa. 
Bebida da melhor qualidade e comida tem de sobra. Com um cardápio requintado, o chef Alex Capeletti e sua equipe servem diversas opções de pratos quentes, distribuídos em ilhas gastronômicas em pontos estratégicos do Taikô, além de muitas frutas, mini-sanduíches e barcas de ostras.  Quanto a bebida, é à vontade a noite inteira, e o destaque é para a champagne Veuve Clicquot, a espumante Chandon Rose, Whisky Johnnie Walker, vodka Ciroc, energético Red Bull e cerveja Stella Artois. 
E claro a presença de muita gente bonita, animada e feliz!